Liderar o mundo livre, namorando as autocracias

Contradição será, porventura, a palavra-chave para descrever as duas dezenas de semanas da presidência Trump. Seja no plano doméstico, seja a nível internacional.

E a recente “tour” europeia foi deveras um festim. Deu para martelar as cabeças dos líderes dos países-membros da NATO com os quais, ignora o inquilino da Casa Branca, os Estados Unidos (EUA) mantiveram a ordem internacional, desde o final da Segunda Guerra Mundial. Embora tenha razão no apelo aos 2% (as despesas orçamentais que os membros da organização transatlântica deveriam cumprir em matéria de segurança), Trump, justiceiro do povo norte-americano, minou a coesão interna, ao recusar expressar apoio ao artigo 5 do tratado da aliança. O que é que este diz? Que um ataque armado contra um estado-membro, é considerado como um ataque a todos. Reconfortante, no mínimo.

A visão mercantilista que o Presidente republicano aplica para todos os domínios da vida terá consequências no futuro do sistema internacional. A saída do tratado de Paris é um terrível exemplo disso. Alguém esqueceu-se de dizer ao líder dos EUA que este era um acordo climático, não comercial. Foi ratificado, por praticamente o mundo inteiro, com o propósito de salvar o planeta, não de fazer dinheiro. Mesmo quando os números começam a mostrar que esta coisa de salvar o planeta, até dá para fazer dinheiro e, simultaneamente, criar postos de trabalho.

O multi-milionário não só faz questão de marginalizar os seus mais antigos aliados como opta por elogiar alguns dos mais notórios regimes autocráticos dos nossos tempos. Duterte (Filipinas), Erdogan (Turquia), al-Sissi (Egipto), são alguns dos “notáveis” políticos internacionais que Trump escolhe tratar melhor. Ou seja, o líder do “mundo livre” prefere aconchegos aos autoritarismo, às “aborrecidas” democracias ocidentais.

E isto levanta um problema, porque envia mensagens às elites autocratas contemporâneas: que estes regimes podem continuar a oprimir e escaparem impunes.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s